Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende edita terceira série do Boletim Cultural

Bc0 1 1024 2500
19 Setembro 2020

bc1

Foi neste sábado, dia 19 de setembro, apresentado o primeiro número da terceira série do Boletim Cultural de Esposende, edição que reúne os textos de oito autores que abordam matérias relacionadas com a História de Esposende. Graficamente renovado, o Boletim Cultural é um importante instrumento que contribui para o conhecimento da história e consolidação da identidade local, divulgando as investigações de caráter local.
“O Boletim Cultural é um importante veículo, no amplo trabalho desenvolvido pelo Município de Esposende, de preservação do património concelhio e na divulgação da história local”, vincou o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
O autarca destacou, ainda, outras ferramentas municipais de divulgação cultural, como o empenho na divulgação do escritor Manuel de Boaventura ou da obra de Viana de Lima. “Recentemente, avançamos com outra forma de afirmação do território local, através da instalação de obras de arte, ao longo da Marginal de Esposende. No âmbito do projeto Esposende SmartCity, foi inaugurada a obra "octo_ _ _ _”, de Pedro Tudela e Miguel Carvalhais, “Padrão do Mar”, de Volker Schnüttgen e “Mulheres do Mar”, de Vhils. No âmbito das residências artísticas “Amar o Minho”, brevemente, será inaugurada uma obra de arte de Luís Canário Rocha”, avançou Benjamim Pereira.
Numa cerimónia condicionada pelas regras decorrentes da Situação de Contingência, Benjamim Pereira deixou uma garantia: “A pandemia não vai acabar, nem mesmo condicionar a atividade cultural em Esposende”.
Por seu turno, a vereadora da Cultura, Angélica Cruz, lembrou que “os estudos que integram o Boletim Cultural, de temáticas diversas, são de excelente qualidade e de inquestionável interesse para a comunidade esposendense, em particular. Agradeço, fervorosamente, tanto a disponibilidade dos autores para partilharem connosco os seus trabalhos de investigação, como a sua presença que muito dignifica esta sessão”.
Fundado em 1982, enquanto “veículo fundamental para o desenvolvimento cultural deste concelho e um meio importante de divulgação dos valores histórico sociais, em todos os campos da nossa sociedade”, o Boletim Cultural de Esposende surge agora a cores e com um novo formato. Penteado Neiva, responsável pelo aparecimento desta publicação, surge neste número com um artigo sobre “Armando Boaventura, um notável das artes e das letras”. Neste primeiro número da terceira série, o Boletim Cultural apresenta ainda textos de Henrique Barreto Nunes, Manuela Losa, José Eduardo de Sousa Felgueiras, Franquelim Neiva Soares, Amândio J. M. Barros, Rui Morais e Isabel Cristina Mateus.