Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Marginal de Esposende acolhe obra de arte alusiva à vida do mar

Luis canario rocha 1 1024 2500
26 Ago


Uma obra de arte que evoca os estaleiros e a vida do mar da comunidade piscatória de Esposende, da autoria de Luís Canário Rocha, será erigida junto à marginal da cidade. Inserida no programa de residências artísticas “Amar o Minho”, esta obra complementa o projeto de arte urbana que o Município de Esposende implementou na marginal da cidade - no âmbito do projeto “Esposende SmartCity” - e que se prolongará para o futuro Parque da Cidade.
À vocação turística de Esposende surge agora associada a vertente cultural, com disponibilização de arte urbana, suportada na matriz que potencia os processos criativos, enquanto espaço privilegiado para envolver o autor, a obra, o público e o território.
O Município de Esposende já diligenciou no sentido de ser construída a parede, onde Luís Canário Rocha estará em residência artística de 7 a 14 de setembro, prevendo-se que seja inaugurada a 26 de setembro, no âmbito do leque de atividades das Jornadas Europeias do Património.
Este programa de residências artísticas faz parte do projeto Amar o Minho e constitui-se como uma das linhas de ação do consórcio Minho IN, para promoção da marca Minho, do ponto de vista cultural e turístico. O consórcio Minho IN é constituído pelas três comunidades intermunicipais da região: CIM do Alto Minho, CIM do Cávado e CIM do Ave, que representam 24 municípios.
A zet gallery é responsável pela coordenação artística do programa de residências artísticas, tendo como curadores do projeto Helena Mendes Pereira e Rafael Vale Machado.
As residências artísticas iniciaram-se no passado mês de junho e prolongam-se até junho de 2021, percorrendo os 24 municípios e abarcando áreas com arte em espaço público, artesanato, fotografia, música, dança e literatura com criadores nacionais e internacionais. Alguns dos criadores convidados farão residência em mais do que um município, potenciando pontos de contacto no território.
No âmbito do projeto Esposende SmartCity foi inaugurada a obra "octo_ _ _ _”, de Pedro Tudela e Miguel Carvalhais, “Padrão do Mar”, de Volker Schnüttgen e “Mulheres do Mar”, de Vhils.
Luís Canário Rocha vive em Guimarães. Formado pela Faculdade de Belas Artes da Universidade Porto (FBAUP) em Artes Plásticas na vertente de Pintura, expõe com regularidade desde 2007. Em 2018 destacou-se pela participação na exposição coletiva - 7 formas poético-casuísticas - na Zet gallery, em Braga, e as residências artísticas em que participou, em Figueira Castelo Rodrigo (Projeto de arte Pública), Braga, Zet Gallery (Tutoria pedagógica inserida no Simpósio de Arte e Sustentabilidade).