Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende proporcionou formação na área do Património

Patri 1 1 1024 2500
12 Mar

patri

Realizou-se no Município de Esposende a ação de formação “Eu sou Património”, dirigida a professores dos ensinos Básico e Secundário, numa parceria entre o Centro de Formação da Associação de Escolas (CFAE) de Barcelos e Esposende e a Câmara Municipal de Esposende. Contando com a participação de diversos formadores, nomeadamente dos professores universitários e investigadores Brochado de Almeida, Sérgio Rodrigues, Rui Morais e Álvaro Campelo, um dos principais objetivos desta iniciativa está associada à participação da comunidade escolar na construção de uma escola de saberes em estreita relação com o património material e imaterial na dimensão histórica e cultural.
“Eu sou património - valorização do património local" arrancou em 25 janeiro, culminando agora, após sete ações que decorreram no Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã, Esposende.
A encerrar a formação, realizou-se uma visita orientada, com passagem pela Igreja da Misericórdia de Esposende, Casa das Marinhas, Dólmen do Rápido III e o Menir de S. Paio de Antas, Centro Cultural e Quinta de Curvos, em Forjães.
Tendo como temática o “Património Cultural do concelho de Esposende”, nomeadamente o Arqueológico, o Arquitetónico, o Náutico-Marítimo e o Imaterial, o Município de Esposende pretende, com esta formação, enfatizar os valores coletivos, integrando na escola os valores dos futuros cidadãos e fomentando o respeito pelo passado comum.
Com esta ação, ambiciona-se igualmente envolver a comunidade educativa no projeto “Eu sou Património”, promovendo a partilha de ideias, a criação de recursos e uma participação conjunta na reflexão sobre a implementação de diferentes práticas pedagógicas, nos diversos contextos educativos, para potenciar a curiosidade e a criatividade dos seus alunos.
Nesta iniciativa, cofinanciada pelo Programa Operacional do Capital Humano do Portugal 2020, pretendeu-se, ainda, responder à necessidade de formação manifestada ao nível de aprendizagens diferenciadas e atualizadas, no desenvolvimento dos aspetos programáticos ligados à História e ao Património Cultural Local.