Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende levou 450 alunos do 9.º ano a ver «Auto da Barca do Inferno»

Teatroescolas2014 1 1024 2500
21 Mar
O Município de Esposende levou, ontem, ao teatro quase meio milhar de alunos que frequentam o 9.º ano de escolaridade nas escolas do concelho para assistir à apresentação da peça «Auto da Barca do Inferno», uma adaptação da obra de Gil Vicente, pela Companhia de Teatro Casa dos Afectos.
O Município de Esposende levou, ontem, ao teatro quase meio milhar de alunos que frequentam o 9.º ano de escolaridade nas escolas do concelho para assistir à apresentação da peça «Auto da Barca do Inferno», uma adaptação da obra de Gil Vicente, pela Companhia de Teatro Casa dos Afectos.

Trata-se do projeto “O Teatro e as Escolas”, uma iniciativa que já vai na 11.ª edição e que a Câmara Municipal promove no mês em que se comemora o Dia Mundial do Teatro (27 de março) com um duplo objectivo. Por um lado pretende-se promover o teatro como arte do espetáculo junto das escolas e, por outro, proporcionar, através da dramatização de textos, um apoio ao programa curricular da disciplina de Língua Portuguesa/Português.

É neste sentido que as peças de teatro selecionadas privilegiam os grandes vultos da literatura portuguesa, nomeadamente Eça de Queirós, Pe. António Vieira, José Saramago, Almeida Garrett, entre outros, sendo que, este ano, a escolha recaiu sobre a obra de Gil Vicente (1465?-1536?).

Com encenação de João Nuno Esteves, esta adaptação da obra do Mestre Gil Vicente permite percorrer a sociedade da época e os problemas e conflitos interiores de um autor do séc. XVI.

Foram realizadas duas sessões, no Auditório Municipal de Esposende, sendo muito positiva a avaliação dos alunos e dos professores a esta iniciativa, considerando-a um contributo muito importante no complemento ao programa curricular da disciplina de Língua Portuguesa.