Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Obra na Alameda do Bom Jesus em Fão

Fao 1 1 1024 2500
13 Mar

Fão

Foi publicado no Diário da República de 6 de março de 2020, o concurso público de requalificação da Alameda do Bom Jesus, em Fão, no valor de 610 mil euros. A obra deverá arrancar em junho e tem um prazo de execução de 300 dias.
Devido à importância que reconhecemos a esta obra, aproveitamos para esclarecer:
Integrado no Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU), o Município de Esposende vai concretizar a requalificação da Alameda do Bom Jesus, em Fão. Esta é uma antiga aspiração das gentes de Fão que será concretizada, devido à candidatura bem sucedida a fundos de apoio, nomeadamente a comparticipação a 85% do FEDER, no âmbito do programa Norte 2020.
Reconhecemos a importância da referida Alameda, onde se realizam eventos importantes daquela vila: a Festa do Bom Jesus, a feira semanal e a Festa da Cerveja e do Marisco.
Tratando-se de um espaço privado, houve a necessidade de celebrar um contrato de comodato, com a Confraria do Bom Jesus, por forma a legitimar a intervenção.
Pelo peso económico e turístico que a Festa do Marisco representa para Fão, para o concelho e para a sua população, adquirido ao longo das 23 edições realizadas, o Município de Esposende procurou assegurar um local alternativo para a realização do evento, desde o momento em que se perspetivou a realização da obra.
Em articulação com a Junta da União de Freguesias de Apúlia e Fão, desenvolveram-se esforços para disponibilizar espaço à realização da Festa da Cerveja e do Marisco. A Junta da União de Freguesias de Apúlia e Fão apresentou, como solução para a realização do evento, a disponibilização da zona envolvente ao Centro Escolar de Fão, hipótese que inicialmente mereceu a discordância do Município de Esposende, por entender que não reunia as necessárias condições de segurança, no tocante à acessibilidade, tendo sugerido outros locais, nomeadamente o campo de futebol junto ao Hotel Pinhal ou o espaço junto à antiga sede de Junta de Freguesia, tendo, obviamente, que negociar a sua ocupação com os proprietários dos espaços privados. A Junta de Freguesia garantiu a libertação do espaço no Centro Escolar, em tempo útil, para o arranque do ano letivo e assegura as questões de segurança no acesso e no estacionamento, pelo que foi validada por nós essa solução, não nos cabendo outro tipo de consideração sobre a escolha do local e o formato do evento, cuja responsabilidade compete à entidade organizadora, a Junta de Freguesia.
Ultrapassada a dificuldade associada à disponibilização de local para a realização da Festa da Cerveja e do Marisco, vê-se o Município de Esposende confrontado com insinuações e acusações sobre a intencionalidade em deslocalizar aquele evento, o que é totalmente falso e mesmo absurdo.
Pretende-se com esta nota esclarecer que a Câmara Municipal de Esposende, reconhece a importância da Festa da Cerveja e do Marisco e entende que este evento só faz sentido em Fão, onde nasceu e onde deve permanecer. É um evento incontornável da época de verão que se destaca, pela envolvência que adquiriu junto da população local, dos veraneantes e dos visitantes.
Reforça que não é prática do Município de Esposende interferir na normal programação das instituições, como as Juntas de Freguesia. Pelo contrário, tem sido frequente a estreita colaboração e ajuda deste Executivo Municipal na realização dos eventos, disponibilizando meios técnicos e humanos, para que a realização atinja o maior êxito.
Estamos conscientes do transtorno que as obras provocam no quotidiano das populações, mas não podemos deixar de concretizar melhoramentos há muito reclamados.
Não poderíamos permitir-nos adiar o arranque da obra de requalificação da Alameda do Bom Jesus, com riscos de perda de financiamento, assim como não nos parece razoável a realização da Festa da Cerveja e do Marisco nesse local, pelo impacto e degradação do espaço, quer na montagem e desmontagem de toda a logística envolvida teria sobre a obra acabada.
Para fazer face aos encargos adjacentes às alterações na realização da 24.ª edição da Festa da Cerveja e do Marisco, o Município de Esposende vai conceder um apoio extraordinário de cinco mil euros.