Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Projeto “Mais Cidadão” alinha Educação para trabalho em rede

2__8_
3__7_
4__8_
2__9_
14 Setembro 2022

 

A Câmara Municipal de Esposende promoveu hoje uma sessão que formalizou o início do ano letivo, dando a conhecer os programas educativos do Município, nos quais se inclui o projeto “Mais Cidadão” que tem por base a integração de todos os projetos e atividades de cariz educativo do concelho, numa filosofia que privilegia o trabalho em rede.
Trata-se de um projeto agregador e com informação sistematizada para todas as escolas, envolvendo quer as atividades a desenvolver no âmbito da comemoração dos 450 anos de Esposende, assim como as atividades pensadas especificamente para complementar a oferta educativa das escolas e as atividades dirigidas à ocupação de tempos livres, durante as pausas letivas.
As atividades de promoção da cidadania em contexto escolar disponíveis num e-book, divididas em três grupos de domínios, num total de 16 áreas de intervenção distintas vão envolver crianças e jovens, desde o Jardim de Infância até ao Ensino Secundário em 112 atividades.
“Assume-se a contínua aposta no desenvolvimento de programas, projetos e atividades de qualidade que potenciem o desenvolvimento de todos os cidadãos e, de uma forma muito particular, das crianças e dos jovens do nosso concelho, completando e enriquecendo a ação pedagógica das escolas. Para tal, conta-se com a importante parceria dos diversos agentes educativos, sociais, culturais e desportivos locais”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
Organizadas de acordo com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania (ENEC), as atividades pressupõem a integração nos projetos de Autonomia e Flexibilidade Curricular das escolas, em convergência com o perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória e com as aprendizagens essenciais.
“O Município promoverá uma série de programas, atividades e eventos educativos de âmbito muito diversificado, integrando dimensões como a educação cultural e artística, a educação para a cidadania, a educação para a saúde e desporto, a educação ambiental e para a sustentabilidade, a educação para a segurança, entre outras, difundidos junto dos alunos em suporte digital”, adiantou Benjamim Pereira.
O autarca referiu ainda que, no âmbito da revisão da Carta Educativa, em curso, e realizada a fase de atualização do diagnóstico socioeducativo e da rede municipal atual, decorre a fase de calibração da programação que será analisada em sede de Conselho Municipal de Educação, ainda este ano.
Estas ações complementam-se com os diversos apoios disponibilizados pelo Município de Esposende para a Educação, num total superior a seis milhões e meio de euros. O Município de Esposende tem procurado igualmente estar sempre ao lado dos seus parceiros educativos, dos alunos e suas famílias, ultrapassando, não raras vezes, as suas competências. São exemplo disso:
Os apoios financeiros concedidos aos Agrupamentos de Escolas, com vista a potenciar as atividades educativas das crianças da Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico; A oferta de Fichas de Atividade para os alunos do 1.º CEB; A atribuição de Bolsas de Estudo a alunos do Ensino Superior; O apoio financeiro concedido nas obras de requalificação da 1ª fase da Escola Secundária Henrique Medina; Aquisição de equipamento informático para as escolas do 1.º ciclo; A substituição de todas as coberturas dos equipamentos escolares com fibrocimento; As intervenções mais recentes nas escolas de Pinhote, do Facho, de Gemeses, e de Guilheta; Em todas as escolas, a implementação de medidas de autoproteção, melhoria das redes elétricas, bem como pinturas; O apetrechamento progressivo dos estabelecimentos de educação e ensino da Educação Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico com quadros interativos e outros recursos didático-pedagógicos, como equipamentos para a componente de atividade física e instrumentos musicais, e a comparticipação financeira para aquisição de material didático-pedagógico específico para crianças com Necessidades Educativas que não utilizam manuais escolares; O investimento no âmbito dos projetos de Combate ao Insucesso Escolar, 1.ª e 2.ª fases; A comparticipação das refeições escolares a crianças e alunos abrangidos pelos Escalões 1 e 2 de Abono de Família - ainda na semana passada, o Município aprovou a alteração dos termos dos protocolos de colaboração para o fornecimento de refeições escolares às crianças e alunos da educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico e das atividades de animação e apoio à família da educação pré-escolar, investindo 847.266 euros e abrangendo um universo de 1.853 alunos. O Município de Esposende apoia, ainda, com a disponibilização de transporte escolar gratuito para alunos de todos os ciclos de ensino que residam a dois ou mais quilómetros da escola - apoio este que ultrapassa as obrigações legalmente estabelecidas.
Presente na sessão, Luís Carlos Lobo, delegado regional da Educação Norte, salientou a importância que o Município de Esposende dedica à formação humanista e, conforme referem os documentos que suportam a política educativa do concelho, na área da saúde e da saúde mental, em particular.
Nesta jornada participou, ainda, a professora e formadora Ana Granja que apresentou a estratégia nacional de Educação para a Cidadania, apontando a importância que cada escola adquire, sendo desafiada para uma gestão flexível e inteligente, para que cada aluno desenvolva o máximo das suas capacidades.
Procurando alinhar a intervenção com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas e os respetivos objetivos traçados, o Município de Esposende assume o seu compromisso de continuar a trabalhar no sentido de promover uma sociedade mais justa, mais culta, mais fraterna e solidária, que, através do conhecimento e da exploração do seu passado e da sua identidade, se projete no futuro, de braços abertos ao mundo.