Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende atribuiu cerca de 600 mil euros de apoios

28 Março 2024

O Município de Esposende, no âmbito da sua política de apoio às Juntas/Uniões de Freguesia e instituições do concelho, continua a investir significativamente, com vista à satisfação das necessidades do território e da comunidade concelhia. Uma estratégia alinhada com o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, com os quais o Município se comprometeu no âmbito do seu plano de ação de desenvolvimento e crescimento do concelho.

Em reunião de Câmara realizada hoje, o executivo municipal aprovou um conjunto de apoios financeiros, no montante global de 589.878,07 euros. “Mais de meio milhão de euros é, de facto, um investimento muito significativo, que possibilitará a concretização de várias intervenções e projetos, apoiando ainda atividades de relevo para a comunidade”, refere o Presidente da Câmara Municipal. Benjamim Pereira reitera que “o Município está empenhado na execução de um conjunto vasto de projetos que alavancarão Esposende para um patamar superior, como é o caso do Ensino Superior em Esposende e do Parque da Cidade, obra que, em breve, avançará para o terreno na sua primeira fase”.

Do volume de investimento, a maior fatia será canalizada para o Centro Social da Paróquia de Curvos, para ajudar a custear as obras de construção de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), projeto financiado no âmbito do programa PARES. Tendo presente as dificuldades financeiras das instituições que promovem e desempenham, no concelho, um papel de extrema importância na resposta nas áreas da infância, pessoas com deficiência e população idosa, o Município entendeu fazer um esforço financeiro e apoiar, na medida das suas capacidades, uma parte da componente privada do investimento elegível. Assim, vai conceder à instituição um apoio financeiro de 250.000 euros, salvaguardando, contudo, o interesse do Município caso a obra não venha a concretizar-se, uma vez que está em causa o emprego de recursos do erário público. Se tal suceder, a verba reverterá para a Câmara Municipal.

Em resposta ao pedido de apoio do Forjães Sport Club, o Município deliberou atribuir o montante de 122.394,22 euros, para fazer face aos custos associados às intervenções previstas no Estádio Horácio de Queirós, nomeadamente a execução de um relvado sintético num recinto desportivo já existente, novos muros de vedação, iluminação e requalificação dos espaços interiores, nomeadamente dos balneários. Através deste apoio, a Câmara Municipal contribui para a melhoria das instalações permitindo ao clube libertar espaço do campo principal e criar mais condições para a prática desportiva para os cerca de 200 atletas, dos vários escalões, possibilitando também que o clube possa aumentar a prática do futebol com a implementação de dois projetos, o “Walking futebol” e o “Futebol para todos”, este envolvendo crianças e jovens com necessidades especiais e que resulta de uma candidatura ao Fundo Crescer 2024, da Federação Portuguesa de Futebol.

Sendo os bombeiros voluntários os principais e primeiros agentes de salvação e socorro da Proteção Civil, o Município continua a atender às necessidades das corporações do concelho, no superior interesse das populações. Assim, para a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Esposende foi aprovado um apoio financeiro de 50.000 euros, para comparticipação dos custos com a aquisição de equipamentos de proteção individual, um gerador de 30kva e a adaptação de uma viatura da corporação em VCOC – Veículo de Comando e Comunicações, para utilização de apoio ao Gabinete Municipal da Proteção Civil, como complemento da estrutura de comunicações existente no concelho. Por sua vez, a Benemérita Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fão foi contemplada com 40.000 euros para apoio à aquisição de um veículo urbano de combate a incêndios, verba correspondente a 50% do custo do veículo.

Prevista no Plano de Investimento nas Freguesias, a requalificação da sede da Junta de Freguesia de Antas vai ser concretizada por via do apoio camarário concedido a esta autarquia, no valor de 75.890,70 euros. Esta intervenção visa garantir a conservação do património da freguesia, bem como dignificar o atendimento à população, uma vez que o edifício apresenta sinais de desgaste, sendo, pois, necessárias obras de manutenção e beneficiação.

Para a Junta da União de Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra será transferido o valor global de 17.466,48 euros. Deste montante, 6.011,01 euros destinam-se a suportar os custos com a desmontagem dos projetores de iluminação existentes no complexo desportivo “Campo de Futebol de Gandra” e a montagem de estruturas de apoio e fixação dos novos projetores de Leds. Soma-se, ainda, o montante de 3.955,47 euros, para custear a reparação de uma viatura Ford Transit, ao serviço da comunidade, bem como a aquisição de uma nova roçadora, e 7.500 euros para apoiar a realização do Desfile de Carnaval/2024, evento que se reveste de extrema importância, tanto para a população de Esposende e do concelho como para os visitantes, dinamizando assim a economia local.

O Município aprovou também um apoio financeiro de 4.126,67 euros para a Junta da União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, para reparação e manutenção das viaturas ao serviço daquela autarquia.

No plano cultural, a Câmara Municipal mantém o apoio e a parceria com a Orquestra da Costa Atlântica, agrupamento que tem vindo a realizar uma série regular de concertos e atividades pedagógicas em várias freguesias do concelho, cumprindo uma função descentralizadora no acesso à música erudita. De modo a garantir a colaboração deste importante projeto cultural no território concelhio em 2024, o qual tem vindo a registar uma crescente dinâmica, para além de merecer um também crescente reconhecimento por parte da comunidade, o Município aprovou a concessão de um apoio de 20.000 euros.

Ainda em matéria de apoios, a Câmara Municipal concessionará o montante de 10.000 euros para as comemorações do 50.º aniversário do Agrupamento de Escuteiros 813-Marinhas, contribuindo para a realização de um ambicioso plano comemorativo, que se traduz em várias iniciativas de cariz associativo, cultural e recreativo que envolverão toda a comunidade. Este agrupamento conta com 90 escuteiros (entre crianças e jovens dos 6 aos 22 anos e, ainda, adultos que constituem as Equipas de Animação), provenientes, não só de Marinhas, mas de todas as freguesias do concelho de Esposende, e, ainda, dos concelhos limítrofes.