Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

CONCERTO “Música Tradicional da Anatólia”

Agenda
30 Jun '24

Ciclo de Música sem Tempo

Domingo, 30 de junho | 18h30

QUINTA DE CURVOS - FORJÃES

Telli Turnalar

Este projeto nasce em torno do amor partilhado pelo saz e pela música popular da Anatólia, o dos aşık, poetas-trovadores que expressam os sentimentos e revoltas do povo, o dos Alévis, para quem o saz é um instrumento sagrado, o uzun hava - lamentos com ritmo livre ou melodias dançantes.

O ensemble, composto por quatro músicos, oferece uma expressão feminina destas canções da Anatólia na sua diversidade cultural e linguística (o seu repertório baseia-se na herança turca, curda, zaza, arménia, laze, etc.), refletindo a riqueza da viagem de cada uma.

Elas cantam, no estilo do aşık, canções que são expressas em alto e bom som, sem medo. As cordas dos instrumentos e a voz vibram com a intensidade destes poemas. Cada voz com o seu timbre particular é por sua vez um solista ou peça de uma arquitectura feita de polifonia e arranjos subtis que incluem o saz (alaúdes da Anatólia), a percussão e a sanfona, um instrumento europeu cujo som aqui parece vir das montanhas da Anatólia ou das planícies da Mesopotâmia. Às vezes, eles ainda ressoam em uníssono para levar palavras e emoções ao firmamento.

O conjunto procura assim fazer ouvir as vozes muitas vezes inaudíveis das mulheres, cujo sofrimento se reflete em várias destas canções.

Eles também cantam as liturgias orientais das diferentes religiões presentes na Anatólia, nomeadamente através dos textos de grandes poetas místicos ancestrais como Yunus Emre (século XIII), Pir Sultan Abdal (século XV), Dedemoglu (finais do século XVII-XVIII), Davut Sulari e Kul Ahmet (século XX).

É um sincretismo interessante que acontece entre estas quatro músicas. Duas europeias que viveram na Turquia e duas de origem anatólia que cresceram em França encontram-se assim numa busca comum, feita de abertura, espontaneidade e generosidade.

Coprodução: Município de Esposende e Projecto Cardo

Apoio: Quinta de Curvos e Junta de Freguesia de Forjães

Entrada livre, mediante lotação do espaço