Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Esposende encerra cemitérios no Dia de Todos os Santos

COVID-19Promoção de SaúdeProteção CivilSaude
Logo covid 1 1024 2500
23 Outubro 2020

Face à evolução da pandemia da doença Covid-19 em Portugal, o Governo decretou, ontem, novas medidas neste período de calamidade pública, para garantir uma melhor proteção da saúde pública e a salvaguarda da saúde e segurança da população. Entre as determinações está a proibição de circulação entre diferentes concelhos entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro, abrangendo, por isso, o Dias de Todos os Santos e o Dia de Fiéis Defuntos. O dia 2 de novembro foi declarado dia de luto nacional como forma de prestar homenagem a todos os falecidos, em especial às vítimas da pandemia da doença Covid-19

Em consonância com as recomendações das autoridades de saúde e em estreita articulação com a Unidade de Saúde Pública local, o Município de Esposende tem vindo a encetar as medidas consideradas adequadas, em cada contexto, com vista ao combate e controlo da pandemia.

Por esta razão, e atendendo à orientação da Unidade de Saúde Pública, a Câmara Municipal havia já determinado o encerramento dos cemitérios concelhios, no dia 1 de novembro. Os munícipes poderão fazer romagem aos cemitérios, durante os dias que antecedem as celebrações do Dia de Todos os Santos, devendo respeitar as regras vigentes, nomeadamente o uso obrigatório de máscara, o distanciamento social e todas as regras de higienização. É, ainda, fortemente recomendado o uso de material próprio (vassouras, baldes, etc.), não devendo haver partilha em qualquer circunstância.

Recorde-se que, por determinação da Arquidiocese de Braga, não ocorrerá qualquer celebração religiosa no espaço dos cemitérios, nos dias 1 e 2 de novembro.

O Município lamenta que a celebração tradicional não possa ser cumprida, mas trata-se de um bem maior, em que tem de ser evitada toda e qualquer possibilidade de aglomeração de pessoas, no interior ou nos acessos aos espaços.

Nesta fase em que a doença regista um acréscimo de casos, o Município reitera o apelo ao cumprimento escrupuloso das medidas por todos, mantendo-se como verdadeiros agentes de saúde pública. Hoje mesmo, a Assembleia da República aprovou um projeto-lei do PSD que impõe o uso obrigatório de máscara em espaços públicos durante pelo menos três meses, medida que poderá ser renovada.