Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Centro Interpretativo de S. Lourenço aberto aos fins de semana e feriados

B 1 1024 2500
31 Mar

b1

A exposição “Mar de Histórias”, patente no Centro Interpretativo de S. Lourenço (CISL), em Vila Chã, Esposende, apresenta um novo objeto: uma bilha romana. A partir de abril, este espaço estará aberto aos fins de semana e feriados, das 14 às 18 horas.
Proveniente do Castro de S. Lourenço, esta bilha romana foi descoberta durante as escavações arqueológicas de 2002. Composta por cerca de 60 fragmentos, o seu gargalo foi desenhado para a publicação “Memórias Arqueológicas do Castro de S. Lourenço - I”, sendo os restantes componentes mantidos numa caixa, durante quase vinte anos.
No final de 2021 saiu diretamente das mãos da conservadora/restauradora do Serviço de Património Cultural para a exposição “Mar de Histórias” e agora é partilhada com todos os cidadãos.
Quem terá utilizado esta bilha? Que líquido conteria? Usá-la-iam para servir “zhytos” – a cerveja – vinho ou água a cada refeição? Será que manteria estes néctares frescos? Onde terá sido produzida? Com que barro? Estas e tantas outras perguntas, sobre a bilha que agora está exposta, exigem anos de investigação, recurso a novas tecnologias e técnicas de investigação e um importante processo de partilha de conhecimento.
Para além do trabalho de gestão, organização e salvaguarda que as coleções de Arqueologia implicam - são múltiplos e variados os objetos, a grande maioria fragmentados, que aguardam pela sua (re)descoberta, estudo e interpretação - o trabalho de conservação e restauro permite converter fragmentos em objetos compreensíveis e disfrutáveis pelo olhar do visitante.
Com este trabalho o Município de Esposende investe nas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, nomeadamente “Educação de qualidade” e “Cidades e comunidades sustentáveis”, com a valorização da diversidade cultural e a consolidação dos esforços para proteger e salvaguardar o património cultural.
Aceite o desafio para, a partir de abril, vir descobrir este objeto no CISL, cuja entrada é gratuita durante os dias úteis das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00 e também aos fins-de-semana e feriados, das 14h00 às 18h00.
Para mais informações, poderá entrar em contacto através do e-mail arqueologia@cm-esposende.pt ou do telefone 253 960 179.