Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Espetáculos do projeto “Do Ferro ao Ouro” com grande adesão

20210807 braga 010 1 1024 2500
22 Ago

20210807-Braga-001

Foi com lotação esgotada que no sábado, dia 7 de agosto, se assinalou o 10.º aniversário do Centro Interpretativo de S. Lourenço, no Castro de S. Lourenço, com a apresentação da sinfonia audiovisual “Metaphor of a place” (metáfora de um lugar).
Apresentada em itinerância nos Municípios parceiros da candidatura “Do Ferro ao Ouro”, a obra teve em junho como cenário o Monumento com forno de Sta. Mª de Galegos (Barcelos) e no início de agosto o Museu D. Diogo de Sousa (Braga).
Os participantes tiveram a oportunidade de assistir a uma criação audiovisual inspirada no conceito de cividade e que tem como base a história da ocupação de castros romanizados dos concelhos de Esposende, Barcelos e Braga.
Consistiu numa coletânea visual e sonora destes lugares, mantendo uma ligação com um passado de memórias e significados, e procurando refletir sobre o que se entende por cividade, citânia ou castro.
Para o primeiro fim-de-semana de setembro está a ser preparado o espetáculo “EROSÃO – experiências sonoras e materiais no Castro de São Lourenço”, uma programação e produção do Núcleo de Intervenção Cultural de Esposende (NICE).
EROSÃO é um evento que procura gerar experiências e relações de diálogo entre o público e o Castro. Pensar no futuro dos lugares arqueológicos é pensar também na forma como podemos coabitar com os mesmos. Nesta performance, olhamos o Castro sob duas perspetivas: por um lado, dialogamos com as inúmeras marcas deixadas pelo Homem, por outro, exploramos a singularidade da natureza e ambiente que o rodeia.
Importa realçar que a operação “Do Ferro ao Ouro” decorre da candidatura aprovada no âmbito do Programa Operacional Norte 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), cuja taxa de comparticipação é de 100%. Com este projeto pretende-se contribuir para as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que constam da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), nomeadamente no que se refere ao ODS “Educação de qualidade”, “Trabalho digno e crescimento económico”, “Reduzir as desigualdades” e “Cidades e comunidades sustentáveis”.
Todos os eventos do programa são de acesso gratuito, estando todas as atividades sujeitas às normas da Direção-Geral da Saúde em vigor na altura da sua realização e alguns à aquisição de bilhete.
A programação atualizada pode ser consultada em https://do-ferro-ao-ouro.pt/ ou através da página do Facebook do evento.