Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Museu Municipal de Esposende apresenta exposição “Celeste Ferreira”

 dsc2265 1 1024 2500
18 Mai

DSC_0036

No Dia Internacional dos Museus, que se assinala hoje, 18 de maio, o Museu Municipal de Esposende abriu ao público a exposição “Celeste Ferreira”, que estará patente até final do próximo ano.

A exposição é composta por 117 pinturas a óleo desta artista plástica, natural de Gaia, que fixou residência em Esposende há cerca de 15 anos, terminado a sua carreira como docente. A criatividade de Celeste Ferreira, que expõe há mais de quatro décadas, remete para o mundo do imaginário e da fantasia, onde a mulher e as suas metamorfoses são um tema recorrente. A base cubista da sua obra converge, em alguns casos, com um certo realismo e alia-se à expressividade das cores, que em muitos trabalhos aponta para o fauvismo.

Num dia tão simbólico para os museus, em particular, e para a cultura, em geral, o Município traz a público esta exposição e o respetivo catálogo, que apresenta uma seleção de alguns dos trabalhos que a integram, numa “estratégia que pretende afirmar e fomentar, cada vez, mais as artes no concelho”, assinalou o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira.

O autarca assinalou que a riqueza cultural do Município é bastante eclética e transversal às várias áreas, desde a música à literatura, passando, naturalmente, pelas artes plásticas, lembrando, a propósito que Esposende integra a 4.ª Bienal Internacional de Artes de Gaia, através do polo de exposição patente no Centro de Informação Turística, o que muito prestigia o concelho, bem como os artistas esposendenses aí representados. A recente aquisição da Casa do escritor esposendense Manuel de Boaventura, para adaptação a Casa-Museu, mereceu, também, a referência de Benjamim Pereira, que a considerou um momento assinalável para a história da cultura concelhia. “Esposende possui, de facto, uma dinâmica cultural assinalável, que constitui um importante ativo deste território”, vincou.

Agradecendo à autora a disponibilidade para apresentar o seu trabalho na terra que a acolheu, Benjamim Pereira vincou que Celeste Ferreira se afirma como “um talento da pintura, que produz obras de imensa expressividade e que nos transporta para o mundo do imaginário”.

A exposição, patente na Sala de Exposições principal do Museu Municipal, pode ser visitada, durante este mês, de terça a sexta-feira, entre as 10h00 e as 13h00 e das 14h00 às 18h00, e, ao sábado e domingo, das 14h00 às 18h00. Com a entrada do horário de verão, a partir de 1 de junho, o Museu Municipal está aberto de terça a sexta-feira, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, e, ao sábado e domingo, entre as 14h00 e as 18h00. A entrada é gratuita.