Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Concerto da Orquestra da Costa Atlântica marca reabertura do Auditório Municipal de Esposende

Oca  2  1 1024 2500
23 Abr

OCA (1)

O Município de Esposende vai promover, no próximo dia 30 de abril, às 20h30, no Auditório Municipal de Esposende, o Concerto “A História do Soldado”, pela Orquestra da Costa Atlântica.

O concerto, que marca a reabertura deste equipamento municipal a eventos culturais no âmbito do Plano de Desconfinamento definido pelo governo, está sujeito às normas da Direção Geral de Saúde. A entrada é gratuita; contudo, devido à lotação do espaço, os ingressos terão que ser previamente reservados, através do site www.esposende2000.pt ou levantados diretamente na receção do complexo das Piscinas Foz do Cávado, em Esposende.

Esta é uma produção inédita em Portugal de “A História do Soldado”, da autoria do compositor, pianista e maestro russo e Igor Stravinsky, com projeção do filme de animação homónimo de Clive Hicks-Jenkins, multipremiado “pintor de narrativas”. O espetáculo é dramatizado e narrado pelo artista Mário João Alves, com base na tradução de Mário Cesariny, e dirigido pelo maestro Luís Miguel Clemente. A obra retrata a condição humana, a ganância e a luxúria, através da história de um soldado que vende a própria alma, na forma do seu violino, ao diabo. Ao descobrir a armadilha em que tinha caído, o soldado luta de todas as formas para reaver o seu instrumento.

A Orquestra da Costa Atlântica, sediada em Esposende, foi fundada, em 2015, por Ana Carolina Capitão e Luís Miguel Clemente. Reúne instrumentistas de elevado nível técnico e artístico numa formação de singular excelência no panorama musical português. Constituída por um efetivo de sessenta instrumentistas profissionais, a Orquestra pode ser reduzida ou expandida de acordo com as especificidades de cada programa de concerto. Através da atividade concertística e da criatividade dos programas que apresenta, a orquestra cumpre uma função descentralizadora no acesso à música erudita. Contribui para a captação e formação de novos públicos e gera valor cultural e social para as comunidades e o território onde se apresenta.

Luís Miguel Clemente é maestro titular e diretor musical da Orquestra da Costa Atlântica, da Jovem Orquestra da Costa Atlântica e da Orquestra Nacional de Sopros. É codiretor artístico e musical do Coro Sénior de Esposende e, ainda, diretor artístico e musical do Festival Internacional de Música de Portel. Estabeleceu também um forte perfil como professor superior de direção de orquestra e investigador em música e performance, sendo regularmente convidado para lecionar masterclasses e colaborar com instituições de grande prestígio. Atualmente está na fase final da sua investigação com vista à obtenção do Doutoramento em Direção de Orquestra, na Universidade de Aveiro, com tese focada no maestro Carlos Kleiber. Foi premiado, diversas vezes, pelo seu prestigiado trabalho artístico.

Integrado na programação cultural do Município de Esposende, este concerto insere-se no cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.