Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende apoia segunda edição do evento musical “Estaleiro”

Mmxx residencias artisticas 1 1024 2500
16 Dez

Arrancou no passado dia 13 de dezembro a edição de 2020 do Estaleiro, um evento musical organizado pelo NICE – Núcleo de Intervenção Cultural de Esposende e que conta, entre outros, com o apoio do Município de Esposende.

Por força das contingências da pandemia da Covid-19, a segunda edição deste evento decorre num novo formato, sem a presença de público, com um programa de residências artísticas dedicado ao apoio à criação, as quais são documentadas e partilhadas diariamente nas páginas de Facebook, Instagram e website do “Estaleiro MMXX - Trabalho de Estaleiro”.

Este formato pretende alimentar a energia do Estaleiro no cume deste ano atípico, projetando aquilo que virá a ser a sua nova edição em 2021. Ao longo desta semana, os coletivos e músicos convidados encontram-se em Esposende, explorando as matérias e imaginários subjacentes ao lugar do Estaleiro, maturando em estúdio um projeto áudio sobre esse efeito. No final, os projetos serão documentados no local de Estaleiro, com a gravação de um breve vídeo firmando a relação do trabalho desenvolvido em residência com o espaço.

Para este formato foram convidados os projetos COM (1) de Tomás Cunha Ferreira e Domenico Lancelloti, FAVELA DISCOS E MATTE. COM (1) é o resultado da colaboração embrionária de música exploratória e improvisada destes dois músicos e artistas visuais que irá procurar as sinapses entre som e imagem dialogantes com a matéria e natureza do espaço do Estaleiro. No mesmo segmento, e já em 2021, o coletivo portuense da FAVELA DISCOS volta ao local do estaleiro para um segundo ato do projeto "Cadença", que apresentou em 2018 no contexto do projeto expositivo Ingênua, apresentado neste mesmo local e que explorou o universo e imaginário do artista Popular Franklin Vilas Boas. A última residência sintetizará um projeto colaborativo iniciado no GNRation em Braga, intitulado MATTE e que envolve músicos dos Cave Story e o Rafael (Glockenwise) entre outros convidados.

O apoio do Município é sustentado pelo inegável interesse público das ações do NICE e a relevância que trazem ao desenvolvimento cultural do concelho, na promoção das atividades artísticas, na formação de públicos, na mobilização dos jovens artistas de Esposende e na projeção do concelho.