Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Auditório Municipal de Esposende acolhe sexta edição do Encontro de Teatros

Et2014 1 1024 2500
05 Nov

Com o apoio do Município de Esposende, o Grupo Amador de Teatro de Esposende - Rio Cávado (GATERC) vai levar a efeito a sexta edição do Encontro de Teatros. O palco do evento volta a ser o Auditório Municipal de Esposende, acolhendo espetáculos nos dias 15, 22 e 29 de novembro e 13 de dezembro, sempre às 22h00.

Com o apoio do Município de Esposende, o Grupo Amador de Teatro de Esposende - Rio Cávado (GATERC) vai levar a efeito a sexta edição do Encontro de Teatros. O palco do evento volta a ser o Auditório Municipal de Esposende, acolhendo espetáculos nos dias 15, 22 e 29 de novembro e 13 de dezembro, sempre às 22h00. Nesta edição, a cortina abre-se ao género cómico na sua diversidade de propostas, através das diferentes técnicas teatrais e linguagens estéticas.

Assim, no dia 15, sobe ao palco o Teatro da Didascália, de Vila Nova de Famalicão, com a peça “One Man Alone”. Trata-se de um espetáculo a solo, onde o ator, sem contracena nem operador de luz e som, interpreta o seu papel e opera ao mesmo tempo a própria luz que o ilumina e a música que acompanha a cena. A ação desenrola-se numa padaria e todo o espetáculo assenta no virtuoso jogo físico do ator, na capacidade de se multiplicar em várias personagens, nas várias funções da sua profissão e na sua capacidade de surpreender através de um espetáculo onde a magia é aliada da simplicidade.

No dia 22, o grupo Peripécia Teatro, de Vila Real, apresenta a peça “1325”, construída a partir da Resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que exorta aos estados membros a inclusão das mulheres na construção e manutenção da Paz. A cena passa-se em 1325, retratando três avós que vivem num espaço habitado por roupa e memórias e que afloram o universo da Mulher e sua relação com a Paz, numa narrativa formada por vários quadros que se centram no ativismo de uma mulher ou conjunto de mulheres.

“Mau lobo mau” é a produção que a Companhia Rei sem Roupa, estabelecida no Porto e em Lisboa, vai apresentar no dia 29. A peça é uma versão infiel e anárquica que transfigura a história do Capuchinho Vermelho até aos limites da imaginação. A fábula torna-se um género imprevisível nesta comédia em que dois atores dão vida a 17 personagens numa sucessão vertiginosa de estilos teatrais conjugados com mímica, música, acrobacia, marionetas e cenografia improvisada, tudo num ambiente cheio da magia antiga dos contos.

A encerrar a sexta edição do Encontro de Teatros, o GATERC leva à cena, no dia 13 de dezembro, a peça “Paris com vista”, uma criação livre sobre a adaptação de Fernando Gomes da novela de Eça de Queiroz, \"Alves e Companhia\". A ação decorre no princípio dos anos 60 e gira em torno de um triângulo amoroso: o gerente da firma “Alfredo Pato & Cia. Modas e Paris e Confeções” estava convencido que tudo corria bem entre ele e a sua querida e jovem esposa, até que um dia a encontrou nos braços doutro homem, precisamente o seu melhor amigo e sócio da firma que dirige.

Tendo como objetivo a promoção do Teatro através de uma linguagem popular e de qualidade, este evento tem contribuído para a formação e criação de públicos, dando a oportunidade ao público esposendense de assistir a produções teatrais de qualidade.

Os ingressos para os espetáculos estarão disponíveis no Centro de Informação Turística de Esposende, podendo ser adquiridos nos dias dos espetáculos no Auditório Municipal, a partir das 21h00.