Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Esposende mostra meios e recursos no Dia da Proteção Civil

Pc3 1 1024 2500
02 Mar

pc1

A Câmara Municipal de Esposende assinalou o Dia da Proteção Civil, celebrado anualmente a 1 de março, efeméride instituída a nível mundial pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC) e a nível nacional por despacho do Ministro da Administração Interna, sensibilizando a população para a importância de adotarem uma cultura de segurança. Para dar a conhecer os meios e recursos dos diferentes agentes de Proteção Civil, o Município de Esposende organizou uma mostra na Escola Básica de Apúlia, que decorreu no dia 2 de março, entre as 09h00 e as 13h00.
O Gabinete Municipal de Proteção Civil de Esposende tem desenvolvido um trabalho de cooperação com as diferentes instituições concelhias e regionais, nomeadamente no planeamento e prevenção, segurança e resposta a emergências.
Com esta iniciativa pretende-se divulgar a missão das diferentes entidades com responsabilidade nas áreas do socorro e da segurança, promovendo a interação com a população, em especial a comunidade escolar, divulgando o papel preventivo do Sistema Nacional de Proteção Civil e o conhecimento sobre os diferentes riscos.
O Gabinete Municipal de Proteção Civil de Esposende tem privilegiado o planeamento e a prevenção, desenvolvendo diversas ações de sensibilização, tendo como objetivo promover um melhor conhecimento de riscos existentes, envolvendo grupos alvo específicos, disponibilizando material de sensibilização e alertando para condutas de autoproteção.
A Proteção Civil é uma atividade desenvolvida pelo Estado, Regiões Autónomas e Autarquias Locais, pelos cidadãos e por todas as entidades públicas e privadas. No concelho de Esposende, as entidades que compõem a Proteção Civil são os Bombeiros Voluntários de Esposende, os Bombeiros Voluntários de Fão, a Guarda Nacional Republicana, a Autoridade Marítima Nacional, entidades públicas prestadoras de cuidados de saúde e os Sapadores Florestais. Por sua vez, a Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Marinhas executa, em colaboração com os demais agentes, funções de proteção civil nos domínios da intervenção, apoio, socorro e assistência sanitária e social.
Porém, a Proteção Civil tem acentuado a necessidade de todos os cidadãos estarem elucidados sobre a prevenção de riscos coletivos, inerentes a situações de acidente grave ou catástrofe, de atenuar os seus efeitos, proteger e socorrer as pessoas e bens em perigo quando aquelas situações ocorram.
Ao assinalar a comemoração da data, o Município de Esposende tem como propósito prestar o tributo a todos os agentes de proteção civil, promover a reflexão e o diálogo em torno dos riscos a que territórios e populações estão sujeitos; e o papel que cabe a cada um de nós, cidadãos, no esforço coletivo de criação de comunidades resilientes a catástrofes.
Recorda-se que o Município de Esposende, assinou recentemente a carta de compromisso para as Cidades Resilientes – “Making Cities Resilient 2030 – MCR2030”, numa iniciativa promovida pela Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres.
O tema escolhido para este ano pela Organização Internacional de Proteção Civil é
“DEFESA CIVIL E GESTÃO DE POPULAÇÕES DESLOCADAS PERANTE DESASTRES E CRISES; O PAPEL DOS VOLUNTÁRIOS E O COMBATE ÀS PANDEMIAS”.
Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas.