Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende condena ataque russo e reúne com comunidade ucraniana

Cme bandeira 1 1024 2500
24 Fev


O Município de Esposende condena veementemente a violação do direito internacional que constitui o ataque da Rússia contra a Ucrânia, verificado na madrugada desta quinta-feira, 24 de fevereiro.
Foi no quadro das leis gerais que ditaram a nova ordem mundial que o Mundo alcançou a pacificação que permite avançar em áreas tão relevantes como o reconhecimento dos direitos humanos, a assistência médica ou a tolerância religiosa. Não podemos, assim, apoiar uma ação que, além de significar um colossal retrocesso civilizacional, carrega toda a carga negativa associada ao sofrimento e à morte.
Perante o ataque e invasão de um estado soberano, internacionalmente reconhecido, o Município de Esposende não pode ficar indiferente ante o desrespeito a uma nação de pleno direito e consequente violação dos direitos humanos.
O Município de Esposende expressa, por este meio, total solidariedade e disponibilidade para com a Ucrânia e com o povo ucrâniano.
Nesse sentido, está agendada uma reunião do presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, com a comunidade ucraniana residente no concelho, para o próximo sábado, pelas 17 horas, com o objetivo de aquilatar as necessidades destes imigrantes, nomeadamente da possibilidade de acolherem familiares que sejam obrigados a deslocar-se, decorrente da invasão russa.
Tenhamos sempre presente a frase do antigo presidente americano Eleanor Roosevelt: “Ninguém ganhou a última guerra nem ninguém ganhará a próxima.”