Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Benjamim Pereira entregou chaves dos armazéns de aprestos aos pescadores de Apúlia

276008253 1010579606234385 6844816413063397113 n 1 1024 2500
2022/03/21

275977219_275018511492647_2324286690483022085_n
O presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira entregou hoje, as chaves dos armazéns de aprestos dos pescadores do portinho de pesca de Apúlia. A obra está terminada e o Município decidiu avançar com a disponibilização do espaço, procedendo posteriormente à sua inauguração, ato que deverá contar com as entidades financiadoras e a tutela.
Estas obras, concluídas pela Câmara Municipal de Esposende, realizaram-se ao abrigo da candidatura da Polis Litoral Norte a fundos do programa “Mar 2020”, instrumento de proteção da pesca tradicional e das pequenas embarcações, desenvolvido em conjugação de esforços com as autarquias.
No portinho de pesca de Apúlia, a obra ultrapassou os 700 mil euros, contemplando a beneficiação dos portões, dos sanitários e dos balneários, além da reparação de cantarias e sistemas de impermeabilização exteriores dos arrumos de aprestos de pesca. Foi colocada uma vedação limitadora do espaço de armazenagem exterior das artes de pesca, colocados estrados no solo, instalado um ponto de água e outro de iluminação na área exterior.
Lembre-se que, ao abrigo deste projeto, também a doca de pesca de Esposende mereceu obras, num investimento global de 1,4 milhões de euros. Está prevista uma segunda fase que arrancará ainda durante este mês de março que contempla a instalação de uma plataforma flutuante e respetivas estacas de fixação, num valor superior a 300 mil euros.
Ou seja, em termos globais serão investidos cerca de 2,4 milhões de euros na doca de pesca de Esposende e no portinho de Apúlia.
“O projeto que esteve subjacente às obras realizadas no portinho de Apúlia foi elaborado atendendo a opinião daqueles que são os seus principais utilizadores: os pescadores. As ideias foram transpostas para o papel e visam conferir melhores condições de segurança a quem desenvolve ali a sua atividade profissional”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
Esta intervenção pretende, acima de tudo, “requalificar esta zona da frente marítma de Apúlia, proporcionando uma melhoria significativa das condições de trabalho, num espaço com condições para uso partilhado por parte dos profissionais da pesca, reforçando a competitividade dos profissionais de pescas”, adiantou o autarca.
Estas iniciativas contribuem para as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.