Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende comparticipa obras no quartel dos Bombeiros de Fão

15 Setembro 2022


O Executivo Municipal aprovou, na sua reunião de hoje, a atribuição de um apoio, no valor de 20 mil euros, à Benemérita Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fão, para comparticipação dos custos das obras de remodelação e requalificação do quartel da corporação. Esta verba suporta, ainda, a aquisição de equipamento para apetrechar o veículo de desencarceramento da corporação.
Esta comparticipação decorre das necessidades manifestadas pela corporação de Fão, na preparação para o exercício das suas incumbências de socorro às populações. Atendendo à falta de apoio e ausência de programas de financiamento, entendeu o Município de Esposende comparticipar na requalificação do quartel e contribuir para a aquisição de material imprescindível para o socorro da comunidade.
O Município de Esposende tem aumentado o apoio às corporações de bombeiros do concelho, tendo decidido, na reunião de 25 de março, fixar em 20 mil euros, o subsídio anual que era de 17 500 euros. Esta alteração suportou-se no aumento dos bens essenciais, nomeadamente dos combustíveis, mas também devido às alterações normativas que regulam estas instituições e que têm abalado a sua estabilidade financeira.
“Os bombeiros voluntários são elementos indispensáveis e preponderantes no contexto da proteção civil concelhia, nomeadamente na prevenção, proteção e socorro e reposição da normalidade da vida das pessoas em áreas afetadas por acidentes e catástrofes. Enquanto autoridade máxima na coordenação de operações de Proteção Civil, a Câmara Municipal vê nas corporações de bombeiros o seu principal aliado, na identificação e prevenção de riscos, mas também na operacionalidade de meios”, destaca o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira.
Além da atribuição do subsídio anual, o Município, tendo presente o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, continua a atender às mais variadas solicitações de apoio por parte dos bombeiros, sendo que, em 2021, o valor global atribuído às duas corporações rondou os 200 000 euros.