Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Lançado concurso para projetos do futuro Parque Desportivo Municipal de Esposende

Zona desportiva 1 1024 2500
05 Julho 2022

zona desportiva 1

Foi lançado o concurso público internacional para a elaboração de projetos do Parque Desportivo Municipal de Esposende. O prazo estimado para a fase de desenvolvimento dos projetos é de 345 dias e tem um valor base de 590.400 euros.
Está dado o pontapé de saída para a construção do Parque Desportivo Municipal de Esposende. Abrangendo uma área total de 26,66 hectares, a infraestrutura passará a dar assistência aos clubes do concelho e acolherá a Associação Desportiva de Esposende, com a consequente desativação do atual estádio Padre Sá Pereira.
“Pretendemos dotar o concelho de equipamentos que deverão servir não apenas a cidade, mas o concelho como um todo, evitando assim a sua dispersão no território de modo a garantir um melhor nível de serviço. Esta infraestrutura, cujo investimento global rondará os 11 milhões de euros, contribuirá para a prossecução dos objetivos definidos pelo Município, quer em termos de promoção da prática desportiva, quer da atração de eventos desportivos”, sustenta o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
A zona de intervenção localiza-se a norte da cidade de Esposende, sendo delimitada, a norte, pelo lugar de Cepães, a nascente pela Estrada Nacional 13, a sul pelas edificações a norte da Av. de Banhos e, a poente, pelas dunas. O espaço a ocupar pelo Parque Desportivo é atravessado pelas ruas da Redonda e da Agrela e, ainda, pelo Canal Intercetor e de Desvio da Área Urbana de Esposende.
O projeto agora colocado a concurso contempla a apresentação de propostas para a construção do parque desportivo e edifícios de apoio, apresentando soluções que visem o cumprimento de objetivos de durabilidade, modernidade e de sustentabilidade ambiental. Isto significa que as propostas devem prever a implementação de sistemas e equipamentos que promovam a utilização de energias renováveis e a utilização de materiais que garantam menores custos de gestão e manutenção.
O futuro Parque Desportivo e de lazer tem como objetivo disponibilizar aos munícipes e visitantes um conjunto integrado de equipamentos que promova e se enquadre no conceito "Esposende, um privilégio da natureza".
Dividido em duas fases, o projeto contempla a organização da circulação em toda a área envolvente, atendendo às vias existentes, por forma a facilitar os acessos.
A construção do Parque Desportivo compreende um mínimo de quatro campos de futebol (um com piso em relva sintética e três em relva natural), sendo um destes com bancadas cobertas e controlo de acessos, devidamente apetrechado para acolher jogos oficiais.
Uma pista de atletismo (em volta de um dos campos de futebol de onze em relva natural), um polidesportivo (destinado a futsal, andebol), um campo de basquetebol (3x3), campos de ténis (no mínimo dois) e um campo vóleibol de praia integram a primeira fase de obras.
Numa segunda fase, o projeto avança para a disponibilização de soluções de mobilidade suave, interligando o parque desportivo com a Ecovia do Litoral Norte, as vias paralelas ao canal intercetor e a ligação entre as zonas centrais de Esposende e Marinhas, servindo tanto os residentes como os Peregrinos do Caminho de Santiago.
Nesta segunda fase será construído o Centro de Corrida, orientação e de BTT, uma pista Pump Track (bicicleta, skate ou trotineta), um anfiteatro exterior, uma parede de escalada, o Skate Parque, instalada uma área de ginástica ao ar livre.
O futuro Parque Desportivo Municipal de Esposende apresentará espaços aprazíveis, em virtude da requalificação das linhas de água e das lagoas naturais, oferecendo pequenas praças e jardins para usufruto dos visitantes.