Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Obras de requalificação do Mercado Municipal estarão concluídas em abril de 2023

Mercado 0 1 1024 2500
24 Janeiro 2022

marcado_1
O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, visitou hoje as obras em curso de requalificação do Mercado Municipal de Esposende, num investimento global de 1,85 milhões de euros. A obra está orçada em 1,63 milhões e é comparticipada em 85% no âmbito do NORTE 2020, valor ao qual se soma o custo da instalação provisória do Mercado Municipal. Além da adaptação do edifício que tem mais de quatro décadas e cuja última intervenção ocorreu em 2006, todo o espaço público adjacente será alvo de intervenção, no âmbito do Plano de Ação de Regeneração Urbana de Esposende.
“Esta é uma obra de extrema necessidade, quer do ponto de vista da regeneração urbana da cidade, mas essencialmente para proporcionar as condições de conforto e segurança para os clientes que frequentam aquele espaço. Os comerciantes beneficiarão de espaços modernos de exposição dos produtos e de todas as condições de higiene, cumprindo as normas em vigor”, referiu Benjamim Pereira, durante uma visita às obras em curso.
Com a presente empreitada pretende-se a revitalização das atividades económicas desenvolvidas no Mercado Municipal de Esposende e no tecido urbano envolvente, prosseguindo a reabilitação e regeneração social, a criação de equipamentos âncora, novos alojamentos e espaços comerciais e a revitalização e diversificação das atividades, melhorando o ambiente urbano. Nesse âmbito insere-se, ainda, a intervenção prevista para o Largo Rodrigues Sampaio que se prevê começar em breve.
As obras no Mercado Municipal decorrem de uma candidatura que foi aprovada em 23 de abril de 2020, ocorrendo agora a intervenção, após reajustamento do financiamento, lançamento do concurso e aprovação pelo Tribunal de Contas. O prazo de execução de 486 dias, a cargo da NORCEP Construções, mas que poderá ser antecipada em 90 dias.
O edifício atual apresenta várias patologias construtivas ao nível da cobertura, pavimentos, impermeabilizações, infiltrações, carecendo de uma reformulação total das redes prediais. A revitalização pretendida implicará ainda a reformulação da imagem do edifício, tornando-o mais apelativo e atual, capaz de potenciar as atividades económicas aí desenvolvidas, tirando partido da sua excelente localização.
O nível de requalificação pretendido implicará a remodelação interior e exterior do edifício e uma ampliação ligeira da área de construção, em benefício dos espaços de lojas e do café.
O edifício acolherá um Mercado Municipal que atenda às valências tradicionais e às atualmente exigidas, com peixarias (máximo de sete), com acesso interior, zona de venda de produtos hortícolas (frutas e legumes), zona de venda de flores e plantas, instalações sanitárias com possibilidade de acesso independente pelo exterior, caso o mercado esteja encerrado, café com acesso interior e independente pelo exterior, seis lojas com acessos pelo interior e independente pelo exterior, para produtos alimentares frescos ou congelados e confecionados ou embalados, ou para produtos não alimentares, flores e plantas, ou para divulgação de produtos alimentares endógenos. O edifício estará dotado de vestiários/balneários para os utilizadores residentes (que manipulam alimentos frescos), gabinetes para o Aferidor e para o Fiel de Mercado com instalação sanitária privada e estará capacitado, com zonas versáteis no interior e no exterior para a realização de eventos. Painéis fotovoltaicos e painéis solares dotarão o edifício de uma maior eficiência energética.
Durante o período de execução da obra, os comerciantes serão transferidos para uma tenda localizada no Largo do Mercado, a qual possui todos os equipamentos necessários para o exercício da atividade, sendo o investimento total de instalação desta infraestrutura de 219.186,00€, totalmente suportado pelo Município. No próximo sábado, o habitual mercado já funcionará nestas instalações provisórias.
Este Mercado Municipal Temporário está equipado com 10 bancas para venda de peixe, uma máquina de gelo e 16 bancas para venda de hortofrutícolas e fumeiros. Está apetrechado com sanitários públicos, localizados no exterior, para uso da população em geral.
No exterior do Mercado Municipal Temporário, respetivamente na zona do parque de estacionamento, funcionará a exposição habitual de venda de produtos, condicionando o estacionamento automóvel nos dias de funcionamento do Mercado.