Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende integra projeto de promoção da Estrada Nacional 103

Placa da vila de forjaes 1 1024 2500
24 Janeiro 2022

 

Ao longo dos seus 274 quilómetros que rasgam o Minho e Trás-os-Montes, ligando Viana do Castelo a Bragança, a Estrada Nacional 103 é um atrativo turístico que reúne nas suas margens toda a cultura do Norte. Os doze municípios servidos por esta via uniram-se agora para, juntamente com a entidade de Turismo do Porto e Norte, implementaram uma estratégia comum tendo em vista a valorização e a promoção turística da Estrada Nacional 103.
A Sala de Atos (Teatro Municipal de Bragança) acolheu a primeira reunião, em que participaram representantes dos municípios de Barcelos, Boticas, Braga, Bragança, Chaves, Esposende, Montalegre, Póvoa de Lanhoso, Valpaços, Viana do Castelo, Vieira do Minho e Vinhais, doze municípios, uma Região de Turismo, duas áreas protegidas e cinco Comunidades Intermunicipais com um “património” comum: a Estrada Nacional 103.
A N103 liga o litoral minhoto, a partir da localidade de Neiva (Viana do Castelo), a Bragança e abrange, entre outros, territórios únicos como o Parque Nacional da Peneda-Gerês, o Parque Natural de Montesinho, Reservas da Biosfera Transfronteiriças e a Barragem dos Pisões, agregando uma riqueza ímpar ao nível da gastronomia, raças autóctones e produtos endógenos, património histórico, religioso e arqueológico ou da cultura.
O grupo de trabalho promete ter este novo produto turístico disponível antes do próximo verão e Esposende pretende usar esta promoção “para divulgar a gastronomia, os vinhos verdes e o artesanato do concelho, prosseguindo o Programa de Ação para a Sustentabilidade, Crescimento e Competitividade do Turismo em Esposende, projetado para o período temporal 2018-2022”, sustenta o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
“A região quer colocar no mapa internacional das ‘Road Trips’ um conjunto de estradas, consideradas das mais belas do mundo. Finalmente foi dado um passo muito importante para a estruturação e futura promoção da N103”, refere Luís Pedro Martins, presidente da entidade de Turismo do Porto e Norte.