Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Parque Natural do Litoral Norte assinala 16 anos

Pnln0 1 1024 2500
21 Julho 2021

PNLN 1

A cerimónia que assinalou, hoje, os 16 anos sobre a reclassificação da Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende para Parque Natural do Litoral Norte, constituiu um momento de partilha sobre os mais emblemáticos projetos em curso neste território, assim como para apresentar as mais relevantes linhas orientadoras no âmbito do modelo de cogestão adotado para esta área protegida.

Benjamim Pereira, presidente da Câmara Municipal de Esposende, que preside à Comissão de Cogestão do Parque Natural do Litoral Norte, destacou a responsabilidade que assiste ao município ao assumir esta estratégia de gestão deste espaço. “Ao olhar para este território, reconhecemos a responsabilidade que sobre nós recai na preservação e valorização de um território, terrestre e marinho, que possui valores inigualáveis e que é já um autêntico laboratório vivo, alvo de inúmeros estudos académicos”, sublinhou o autarca.

Além de todo o trabalho de sensibilização que é necessário continuar a desenvolver junto da população, no sentido de alertar para as boas práticas ambientais, Benjamim Pereira pretende adaptar o modelo à política de coesão territorial que o Município preconiza.

Para Benjamim Pereira, o desenvolvimento do concelho assenta numa visão em que a valorização ambiental e a promoção da sustentabilidade, nas suas várias vertentes, é fulcral, e em que é imprescindível a conciliação da promoção turística do território e a captação de habitantes com essa mesma preservação. Aliás, complementa que “Esposende é dos poucos concelhos que tem registado um aumento de população, o que traduz o reconhecimento quanto à qualidade de vida que é proporcionada”.

Para Sandra Sarmento, Diretora Regional de Conservação da Natureza e Florestas do Norte, “a preservação faz-se de uma estruturação da estratégia de valorização do território que acolha o compromisso de todos os intervenientes”, referindo-se ao modelo que, desde 3 de setembro de 2020, gere este parque natural.

Com um total de 8.761,81 hectares (1.316,47 ha de área terrestre e 7.445,34 ha de área marinha e/ou estuarina), o Parque Natural do Litoral Norte tem acolhido os mais inovadores projetos, desde aqueles que visam um maior conhecimento dos valores naturais em presença e a definição de estratégias de gestão, como é exemplo o OMARE – Observatório Marinho de Esposende, projetos de promoção do turismo e da pesca sustentável, até outros que envolvem a requalificação e valorização de infraestruturas visando proporcionar uma mais adequado ordenamento e melhores experiências na visitação.

Recorde-se que a criação da Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende, em 1987, teve como objetivo proteger e conservar o litoral do município de Esposende e os seus elementos naturais físicos, estéticos e paisagísticos, bem como suster e corrigir os processos conducentes à destruição do património natural e dos recursos naturais, promovendo o uso ordenado do território e a sua utilização para fins recreativos. Com a obtenção do estatuto de Parque Natural, com a publicação do seu Plano de Ordenamento e, mais recentemente, com a implementação do modelo de cogestão, as entidades públicas com competências na gestão do território estão empenhadas em dar o seu contributo para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.