Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Dia da Proteção Civil

Prote civil 1 1024 2500
01 Março 2021

 

O Dia da Proteção Civil – 1 de março – é uma efeméride instituída a nível mundial pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC) e a nível nacional por despacho do Ministro da Administração Interna (Despacho n.º 6915/2008), com o objetivo de sensibilizar a população para a importância de adotarem uma cultura de segurança. O tema definido para este ano, pela OIPC, visa numa “Proteção Civil forte para preservar a economia nacional”, sabendo que em muitos casos, o planeamento do orçamento é baseado em situações comuns, é imperativo repensar estratégias nacionais, tendo em consideração situações de exceção do ponto de vista da proteção civil para comunidades resilientes.

O Município de Esposende reconhece o importante papel de cada agente de proteção civil e das entidades com especial dever de cooperação e apela ao cidadão e demais entidades privadas para o dever de colaboração junto das entidades competentes, em matéria de proteção civil.

O Gabinete Municipal de Proteção Civil de Esposende tem desenvolvido um trabalho de cooperação com as diferentes instituições concelhias e regionais, nomeadamente no planeamento e prevenção, segurança e resposta a ocorrências.

O Gabinete Municipal de Proteção Civil de Esposende tem privilegiado o planeamento e a prevenção, desenvolvendo diversas ações de sensibilização, tendo como objetivo promover um melhor conhecimento de riscos existentes, envolvendo grupos alvo específicos, disponibilizando material de sensibilização e alertando para condutas de autoproteção.

A Proteção Civil é uma atividade desenvolvida pelo Estado, Regiões Autónomas e Autarquias Locais, pelos cidadãos e por todas as entidades públicas e privadas. No concelho de Esposende, as entidades que compõem a Proteção Civil são os Bombeiros Voluntários de Esposende, os Bombeiros Voluntários de Fão, a Guarda Nacional Republicana, a Autoridade Marítima Nacional e demais entidades públicas prestadoras de cuidados de saúde e os Sapadores Florestais. Por sua vez, a Cruz Vermelha Portuguesa executa, em colaboração com os demais agentes, funções de proteção civil nos domínios da intervenção, apoio, socorro e assistência sanitária e social.

Porém, a Proteção Civil tem acentuado a necessidade de todos os cidadãos estarem elucidados sobre a prevenção de riscos coletivos, inerentes a situações de acidente grave ou catástrofe, de atenuar os seus efeitos, proteger e socorrer as pessoas e bens em perigo quando aquelas situações ocorram.

Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas.