Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Vacinação Anti-Rábica e Identificação Eletrónica

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) através dos Médicos Veterinários Municipais, leva a cabo uma campanha oficial anual de vacinação antirrábica, de controlo de outras zoonoses e de identificação eletrónica, divulgada através de editais afixados em locais públicos, tornando estas ações acessíveis a toda a população.

É obrigatória a vacinação antirrábica dos cães com mais de três meses de idade.

A identificação eletrónica consiste na aplicação de um microchip que contem um número, que é único para cada animal. Esse número está associado a uma ficha de registo que consta de uma base de dados nacional e que contém os elementos identificativos do animal e do seu detentor.

É uma forma extremamente eficaz de identificação dos animais de companhia, uma vez que acompanhará o animal durante toda a sua vida.

Em caso de abandono ou fuga do animal, qualquer pessoa que o encontre poderá levá-lo a uma clínica veterinária ou canil municipal onde o médico veterinário, através de um leitor de microchip, obterá, através da base de dados nacional, a identificação do detentor do animal em causa.

Sabia que?

Desde 1 de Julho de 2004 já é obrigatória a identificação eletrónica dos cães de caça, dos cães perigosos ou potencialmente perigosos (assim considerados de acordo com os critérios legais) e dos cães de exposição. A partir de 1 de Julho de 2008 passou a ser obrigatória a identificação eletrónica de todos os cães e gatos nascidos após essa data, devendo todos os animais ser devidamente registados e identificados eletronicamente entre os 3 e os 6 meses de idade. Posteriormente ao registo e identificação eletrónica efetuados pelo médico veterinário, o detentor do animal deverá registá-lo também na junta de freguesia da sua área de residência. Caso o animal se extravie ou faleça, o detentor do animal deverá comunicar esse facto à junta de freguesia no prazo de 5 dias. As alterações de residência e extravio do boletim sanitário deverão também ser comunicadas à junta de freguesia no prazo de 30 dias.

A Campanha de Vacinação Antirrábica e de Identificação Eletrónica ocorre anualmente em período a designar pela DGAV.

Para conhecer as taxas aplicáveis ou mais informações consulte a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária: www.dgv.min-agricultura.pt