Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Reabilitação urbana prossegue com cinco obras prioritárias

Paru 1 1024 2500
23 Nov

A Câmara Municipal de Esposende tem patente, até ao dia 3 de dezembro, para consulta pública, mais cinco projetos de reabilitação urbana, previstos para o concelho, no âmbito do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU).

No edifício dos Paços do Concelho podem analisar-se, durante as horas de expediente, os projetos de requalificação do Mercado Municipal, do Largo Rodrigues Sampaio, da Zona Central de Marinhas (2.ª fase), da Alameda do Bom Jesus de Fão e da adaptação do antigo Quartel da GNR em Arquivo Municipal.
O Município de Esposende viu aprovado, pela Comissão Diretiva do Norte 2020, em finais de 2016, a medida que beneficia as zonas urbanas de Apúlia Esposende, Fão e Marinhas, traduzidas num financiamento que ultrapassa os três milhões de euros, mas que pode atingir os quatro milhões, mercê das bonificações decorrentes do cumprimento dos prazos e normas estipuladas.
O PARU prevê a regeneração de zonas urbanas, beneficiando os privados da intervenção globalmente desencadeada, além de usufruírem da isenção de taxas
Numa primeira fase, o Município de Esposende avançou com a elaboração dos projetos de reabilitação, independentemente da garantia da sua aprovação. Esta aposta na renovação urbana avança agora para cinco novos projetos de grande envergadura, em Esposende, Fão e Marinhas.
O Município de Esposende definiu as áreas de Apúlia, Fão, Esposende e Marinhas, por serem espaços urbanos consolidados, com relevante interesse patrimonial e que apresentam alguns problemas de degradação física dos edifícios.
Para o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, este é um “instrumento fulcral de planeamento, pois determina uma intervenção integrada de reabilitação, a qual trará também benefícios para os particulares, nomeadamente de natureza fiscal”.

Para mais informações, consultar:

http://www.municipio.esposende.pt/frontoffice/pages/1026?event_id=711