Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Dois mil seniores celebraram Santos Populares

Mala2 1 1024 2500
14 Junho 2017


Dois mil seniores de Esposende festejaram os Santos Populares, num arraial realizado hoje, na Quinta da Malafaia, em Antas. O presidente da Câmara Municipal de Esposende enquadrou a iniciativa nos projetos da área social que visam a promoção da saúde dos idosos e o combate ao isolamento.

"É um dever do Município investir no bem estar da sua população. Por isso ainda vamos realizar, este ano, o S. Martinho e a peregrinação a Fátima, como acontece desde há vinte anos", vincou Benjamim Pereira.

De 2013 para a edição deste ano, assistimos a um aumento de 50 por cento, no número de participantes. O edil de Esposende insere o "investimento" dispensado para este convívio, na política social que inclui, ainda, os projetos de envelhecimento ativo, como o Coro Sénior e a ginástica.

Este convívio representa o culminar de um percurso que envolveu os idosos, ao longo do ano, no trabalho de preparação e ensaio de marchas, um processo desenvolvido em rede e que privilegiou o desempenho e colaboração de todas as entidades das freguesias de Esposende. As marchas, por exemplo, foram constituídas por elementos de diferentes freguesias.

O desfile de marchas populares incluiu a Marcha Portuguesa, por elementos das freguesias de Palmeira de Faro, Vila Chã e Gemeses, e o Centro de Intervenção Cultura e Social de Palmeira e Esposende Solidário, Centro Comunitário de Vila Chã.

"Bela Esposende" foi a marcha que juntou as freguesias de Esposende e Marinhas, e o Centro Social da Juventude das Marinhas e da Santa Casa da Misericórdia de Esposende.

A marcha "Guia do Mar" representou a União das Freguesias de Belinho e Mar e o Centro Social Juventude de Belinho.

Já após o almoço, a marcha da Amizade juntou elementos de Gandra, Apúlia, Fão, Fonte Boa e Rio Tinto e a Associação Social, Cultural e Recreativa de Apúlia e o Centro Social Paroquial de Fonte Boa.

A encerrar, a marcha Santos da Nossa Terra foi apresentada por elementos das freguesias de Antas, Curvos, Forjães e da ACARF, Centro Social de Curvos, GRASSA e Fundação Lar Santo António.

Participaram este ano a Associação Cultural, Artística e Recreativa de Forjães, a Associação Social, Cultural e Recreativa de Apúlia, o Centro Comunitário de Vila Chã /Esposende Solidário, o Centro de Intervenção Cultural e Social de Palmeira de Faro, o Centro Social da Juventude Unida de Belinho, o Centro Social João Paulo II, o Centro Social da Juventude Unida de Marinhas, o Centro Social e Paroquial de Curvos, o Centro Social e Paroquial de Fonte Boa, a Fundação Lar Santo António, o Grupo de Ação de Solidariedade Social de Antas, a Santa Casa da Misericórdia de Esposende, a Santa Casa da Misericórdia de Fão, a Junta de Freguesia de Antas, a Junta de Freguesia de Forjães, a Junta de Freguesia de Gemeses, a Junta de Freguesia de Vila Chã, a União das Freguesias de Apúlia e Fão, a União das Freguesias de Belinho e Mar, a União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, a União das Freguesias de Palmeira de Faro e Curvos. Os Bombeiros Voluntários de Esposende, os Bombeiros Voluntários de Fão e a Delegação de Marinhas da Cruz Vermelha Portuguesa asseguraram, mais uma vez, o necessário apoio à emergência, para que a jornada decorresse da melhor forma.

Este convívio intergeracional serviu, ainda para que o Município de Esposende entregasse o livro Vida com Rostos, editado no âmbito do programa Municipal de envelhecimento ativo.